in Ferramentas

Dica: Criando um hotspot (wifi) no Windows

Diversas vezes, durante o desenvolvimento, precisamos acessar e debugar ou mesmo snifar as requisições web de nossos aplicativos mobiles. Recentemente tive que encontrar um problema em uma aplicação que não dispunha o código fonte. Para isto transformei o wifi do meu notebook em um hotspot, criando uma rede wifi e compartilhando a internet no meu notebook, e após isto utilizei o WireShark para olhar as requisições que estavam sendo realizadas.

A ideia deste post é mostrar como criar uma rede wifi a partir do seu notebook, criando um hotspot 🙂

Para começar vou abrir um console como administrador no meu computador, e utilizar o seguinte comando para ver se existe o suporte a “Hosted Network”

netsh wlan show drivers
 
image 
 

Após isto vamos criar uma hosted network com SSID e senha:

netsh wlan set hostednetwork mode=allow ssid=<network name> key=<passkey>

image

Após criar a nossa rede, podemos inicia-la.

 netsh wlan start hostednetwork
 

image

Com isto a Wifi que criamos já está acessível, e podemos conectar nosso celular ou device, utilizando o SSID e a senha. O próximo passo é compartilhar a conexão de internet com a nossa rede wifi recém criada, assim nossos dispositivos que se conectarem nesta wifi terão acesso a internet.

Esta configuração é feita a partir da parte de propriedade da nossa conexão via cabo, e nela iremos compartilhar a internet com a conexão que utilizamos no hotspot.

image

image

Após isto, teremos nossa rede wifi criada e funcionando \o/

Para olhar as requisições realizadas através dela eu utilizei o WireShark.

Bom, espero que este post seja útil, estou a disposição para dúvidas, criticas e sugestões

abs

Rodolfo

  • Jefferson

    Olá Parabéns pelo artigo.
    Teria como criar o mesmo via C# e expor via api para consumo de outros devices através desse único ponto de autenticação?

  • http://www.dotnetflash.com.br/ Marcell Nascimento Alves

    Já usei bastante esse recurso de usar o notebook como proxy de conexão para meus dispositivos móveis pra poder fazer o sniff das requisições. É muito útil durante o desenvolvimento. Só que em vez de utilizar o WireShark, uso o Fiddler.