Cache + .NET: Sistemas de Cache Distribuído

Neste terceiro post da série de Cache + .NET vou abordar sistemas de cache distribuído, um conceito muito importante em cenários de grande escala e muita concorrência. É muito importante testar e utilizar sistemas de cache distribuído quando o uso e cenário fizer sentido, isso varia muito do perfil e tamanho de sua aplicação e volumes de acesso.

Sistemas de Cache Distribuídos

Para este post vou caracterizar um sistema de cache distribuído como um sistema heterogêneo, que armazena objetos em memória, por determinado tempo, e com um ferramental de inserção e manutenção (purge, insert, get), executado em diversos servidores, e que se conecta com seus clientes ou demais partes do sistema utilizando TCP/IP (exemplo), proporcionando uma grande escalabilidade horizontal (adicionando mais servidores), redundância, resiliência, disponibilidade e performance.

Continue reading

Cache + .NET: OutputCache

Como eu disse em um post anterior (Cache + .NET: Cache de Objetos), existem diversas técnicas para conseguirmos melhorar a performance de nossas aplicações web. Seguindo a série de 4 posts que eu estou escrevendo sobre as diversas técnicas para utilizar Cache com .NET e aplicações Web, vou abordar temas como: Cache de Objetos, OutputCache, Sistemas de Cache Distribuídos e Cache Http.

Neste segundo post vou abordar o OutputCache.

O OutputCache é sem dúvida uma das melhores maneiras de aumentarmos a performance em nossas aplicações, ele vem evoluindo e existe desde o ASP.NET 1.1, com ele é possível manter em memória (ou em outro meio) uma versão gerada daquela página, user control, action ou partial, tendo diversos mecanismos de controles, como o tempo de duração do cache e a variação e versionamento de acordo com alguns parâmetros (querystring, paginas, ids, etc).

Continue reading

Cache + .NET: Cache de Objetos

Existem diversas técnicas e abordagem para melhorarmos a performance de nossas aplicações e sites. O Cache é uma excelente maneira de economizarmos recursos e melhorar a performance de nossas aplicações, basicamente técnicas de Cache consistem em manter uma versão daquele recurso em uma área de acesso rápido e otimizado (ex: memória). Continue reading